Sábado-feira, 19/10/2019. Bom dia! Bem-vindo a Cão Feliz Centro Veterinário | 51 3036.4334 - 3036.2303
 
 
cão feliz veterinária salão de beleza produtos tele-entrega
 

 
Qual a melhor alimenta??o para seu gato ou c?o?


Foi-se o tempo em que os pets eram alimentados com comida caseira e n?o havia maiores preocupa??es, hoje, as pessoas est?o cada vez mais esclarecidas e buscando a informa??o assertiva sobre a melhor alimenta??o a ser oferecida ao seu animal de estima??o. J? ? conceito que a ra??o equilibrada ? a melhor op??o, al?m disso, mais pr?tica tamb?m. Mas e ent?o, qual a melhor para o meu c?o? E para o meu gato? O mercado j? n?o oferece mais somente uma boa op??o, mas melhores op??es espec?ficas para as necessidades e peculiaridades de cada animal.

As individualidades, assim como para tudo, na hora de escolher uma ?tima ra??o devem ser tamb?m respeitadas. A come?ar pela idade e porte do pet, ? de extrema import?ncia que os filhotes, adultos e adultos maduros recebam uma alimenta??o com qualidade nutricional espec?fica para sua faixa et?ria, uma vez que, em cada fase, o organismo tem necessidades e prioridades particulares. Um adulto que receba uma ra??o de filhote a longo prazo, por exemplo, pode desenvolver alguma insufici?ncia, j? que os filhotes precisam de um aporte maior de nutrientes para crescer e se desenvolver, portanto, esse excesso gerar? sobrecarga nos ?rg?os vitais do adulto que j? alcan?ou seu desenvolvimento pleno. Al?m disso, ? claro, a alimenta??o deve respeitar o porte, j? que ra?as grandes demoram mais para se desenvolver, e devem receber suporte articular para aguentar o aumento r?pido de peso e depois, mant?-lo. H? diferen?a tamb?m no metabolismo de animais pequenos X grandes, e isso ser? compensado na ra??o ideal. Vale lembrar que c?es de pequeno porte devem receber ra??o de filhote at? 10 meses, m?dio porte: 12 meses, e grande porte: 18 meses de idade em geral.

Quando procuramos uma loja especializada, percebemos que as op??es s?o in?meras, e fica at? dif?cil ter certeza de qual ser? a melhor tanto para seu pet quanto para voc?, por isso, procure uma boa orienta??o e converse com seu m?dico veterin?rio sobre isso, pois al?m da linha mais tradicional, as melhores marcas de alimentos para c?es e gatos j? contam com op??es ainda mais espec?ficas, a exemplo de linhas para animais castrados ou n?o, animais com tend?ncia a problemas espec?ficos, como os de pele, sensibilidade digestiva, tipo de pelagem, ra?as espec?ficas (trazendo suplemento as predisposi??es de cada uma), e ainda as linhas ditas medicamentosas, que s? devem ser usadas sob prescri??o, orienta??o e acompanhamento de veterin?rio respons?vel, e s?o usadas em casos de patologias espec?ficas.

Cada caso deve ser avaliado e a melhor ra??o ser? aquela que atende ?s principais e priorit?rias necessidades de cada um. Acima de tudo, o uso cont?nuo vai determinar se ela est? realmente atendendo a isso tudo, pela pr?pria resposta do animal a determinada alimenta??o, assim como para n?s humanos, quanto melhor a alimenta??o que eles receberem, refletir? em uma sa?de melhor ? sistema imune fortalecido - e maior longevidade com boa qualidade de vida, ? claro. Pois as ra??es com melhores classifica??es indicam nada mais, que t?m um maior aproveitamento do alimento quando comparadas ?s inferiores, al?m de mat?ria-prima mais selecionada e suplementa??o de vitaminas, minerais, amino?cidos, etc.

Uma boa dica ? priorizar ra??es sem corantes e aromatizantes, e sempre respeitar a quantidade di?ria do alimento, esta informa??o deve sempre estar contida no r?tulo da embalagem, at? mesmo buscando sempre um controle de peso ideal.

Portanto, pesquise e busque uma boa orienta??o para manter seus c?es e/ou gatos sempre saud?veis e satisfeitos. Aqui na C?o Feliz voc? encontra a informa??o precisa e as melhores ra??es do mercado, venha conferir!



Leandra Arrue - M?dica Veterin?ria

C?o Feliz Centro Veterin?rio


 
Por qu? castrar meu pet?


Castra??o de c?es e gatos, este tema gera bastantes d?vidas por parte de propriet?rios, inseguran?a, medo, e principalmente muita falta de informa??o e/ou informa??es inver?dicas levam as pessoas a postergar ou deixar de fazer um procedimento importante, que se bem realizado, aumenta a qualidade e a expectativa de vida de seu pet. Este texto pretende que se fa?a entender melhor do que se trata e desmistificar a castra??o em animais de companhia.



Entende-se por castra??o o procedimento de esteriliza??o de c?es e gatos, no qual, s?o retirados os ov?rios e ?tero no caso das f?meas, e test?culos, no caso dos machos. Um dos principais benef?cios da castra??o a n?vel inclusive de sa?de p?blica ? o controle populacional de animais, principalmente para evitar abandonos e diminuir o n?mero de animais errantes nas cidades.



Para os animais, os benef?cios s?o in?meros, a come?ar por n?o ter o inc?modo de a f?mea entrar no cio e atrair machos que al?m de ficarem muitas vezes sem se alimentar com f?meas no cio por perto, ainda correm o risco das ruas (atropelamentos e brigas) se sa?rem atr?s delas. N?o ? verdade que as f?meas precisam ter pelo menos uma cria e nem que os machos precisam cruzar, muito antes pelo contr?rio.



As f?meas castradas t?m muito menores probabilidades de desenvolverem tumores, principalmente de mama, que s?o bem comuns (redu??o de at? 95% de chances); tamb?m anula o risco de fazerem piometra, uma infec??o uterina grave que leva ? morte, e outro inc?modo anulado ? a pseudociese (gravidez psicol?gica).



Para os machos tamb?m h? redu??o de chances de processos neopl?sicos, doen?as da pr?stata; desestimula ou inibe h?bitos indesej?veis de demarca??o de territ?rio (maiores chances quando o macho ? castrado ainda jovem); diminui odor forte da urina.



Al?m disso, ambos tendem a ficar mais calmos e ter menor ?ndice de problemas comportamentais, al?m de n?o ficarem expostos a doen?as ven?reas, como o TVT ? tumor ven?reo transmiss?vel.



Um dos principais cuidados que se deve ter depois de o animal ser castrado ? com a tend?ncia ao sobrepeso, uma vez que com a redu??o de taxas hormonais o metabolismo fica mais lento, ent?o, deve-se atentar para o uso de alimenta??o adequada e est?mulo de exerc?cios f?sicos assim que for liberado para isso. Portanto, esta ? uma desvantagem que pode e deve ser controlada.



Para quem tem medo do procedimento e fica inseguro, a dica ? conversar bastante com o veterin?rio e tirar todas as d?vidas relacionadas ao procedimento e p?s-operat?rio, pois se forem tomados todos os cuidados necess?rios, a cirurgia deve ser feita com a m?xima seguran?a poss?vel, para garantir o bem-estar e conforto do paciente e satisfa??o de seu propriet?rio, afinal de contas, ser? 1 dia de procedimento com no m?ximo 10 dias de p?s-operat?rio para o resto de uma vida inteira de benef?cios e tranquilidade para ambos.



Importante salientar que o animal deve ser avaliado clinicamente antes para ser julgado apto ? realiza??o do procedimento e serem requeridos exames pr?-cir?rgicos, estes cuidados aumentam a seguran?a do procedimento, juntamente com um bom monitoramento anest?sico do paciente durante o mesmo. ? imprescind?vel que o propriet?rio se sinta seguro ao tomar a decis?o de castrar seu animal, ent?o se ainda tiver d?vidas, esclare?a-as antes e fa?a o procedimento quando se sentir tranquilo em rela??o ao mesmo.



? importante tomar a decis?o certa e respeitar seu animal, se pensa em fazer uma cria, tenha certeza de tudo que envolve essa decis?o, e se est? disposto a arcar com todas as consequ?ncias dessa.



Voc? sabia que a castra??o faz parte da ado??o de um protocolo de POSSE RESPONS?VEL?! Ent?o pense a respeito e garanta o bem-estar do seu querido c?o e/ou gato!



Leandra Arrue - M?dica Veterin?ria

C?o Feliz Centro Veterin?rio


 
Vacina da Gripe ? mantenha seu melhor amigo protegido tamb?m!
Os c?es tamb?m s?o acometidos por gripe, e assim como para n?s, a melhor maneira de prote??o ? atrav?s da vacina??o adequada e espec?fica alerta veterin?ria da C?o Feliz Veterin?ria e Pet Shop.



A Traqueobronquite Infecciosa Canina, ou mais comumente chamada de Tosse dos Canis, ? uma enfermidade bastante comum entre os c?es, e o fato de ser altamente contagiosa e potencialmente representar risco ao animal, atenta para que haja uma maior preocupa??o no seu controle. E a forma mais segura de control?-la ? fazendo uso de vacinas espec?ficas.



A gripe canina ? uma doen?a aguda altamente contagiosa, facilmente transmitida pelo contato direto entre os c?es, causada por um ou mais agentes infecciosos que colonizam o trato respirat?rio, tendo como principal sinal uma tosse seca, acomete somente c?es. Representa risco aumentado para animais com imunidade comprometida, como filhotes e idosos, ou animais com doen?as cr?nicas, que podem desenvolver processos secund?rios e mais graves. Por isso, fique atento, pois uma gripe ?inocente? pode ser s? o come?o de uma bronquite cr?nica ou mesmo uma pneumonia, ou outras situa??es potencialmente fatais.



Nos dias de hoje, os c?es est?o cada vez mais socializados, e situa??es como passeios, transportes, exposi??es, feiras, hot?is para animais, idas mais frequentes ao pet shop, se tornam de risco para exposi??o ? gripe. Sempre associadas com a chegada do inverno e imunidade individual ? filhotes e idosos mais suscet?veis. Tudo isso gera muita preocupa??o por parte dos propriet?rios que n?o querem ver seu c?o exposto a essa situa??o sem prote??o.



Para tal, proteja seu c?ozinho vacinando-o anualmente! A vacina se apresenta de duas formas de aplica??o: subcut?nea ou intra nasal. A forma de aplica??o n?o ? o mais importante, o que vale mesmo ? manter seu pet protegido fazendo o esquema ideal. Seu c?o pode ser vacinado contra a gripe a partir de 60 dias de vida, com duas doses iniciais e depois uma anual, mantenha-o em dia! Prevenir com certeza ser? muito mais vantajoso, seu amigo agradece!



N?o esque?a de manter seu mascote protegido do frio, em ambiente quentinho e ventilado, escolha as horas menos frias do dia para os passeios, pois as doen?as respirat?rias aumentam nos meses mais frios do ano.



Texto: Leandra Arru? - M?dica Veterin?ria

C?o Feliz Veterin?ria Pet Shop
 
Sa?de Bucal ? coisa s?ria! / C?es e Gatos
Manter a sa?de bucal do seu animal de estima??o ? muito mais importante do que se pensa. Al?m do indesej?vel mau h?lito, a doen?a periodontal causa muitos inc?modos e desconforto ao seu pet, podendo inclusive levar a infec??es em outras partes do organismo, como cora??o, rins e f?gado.

A doen?a periodontal ? bastante comum, e se caracteriza pela forma??o de uma placa bacteriana que com o tempo calcifica e se transforma no c?lculo dental (t?rtaro), e sua presen?a ocasiona al?m do odor desagrad?vel, inflama??o e sangramento da gengiva, que leva a desconforto, saliva??o, dificuldade de alimenta??o, perda de dentes, podendo caminhar para situa??es mais graves decorrentes de processos infecciosos, como abscessos e endocardites.

Quando ainda n?o percebemos a olho nu, a placa bacteriana j? come?a a se fixar, e esse ? o momento ideal de come?armos a fazer preven??o. A escova??o di?ria ? o m?todo mais indicado de profilaxia, para tal, j? dispomos no mercado de pastas dentais espec?ficas para c?es e gatos, al?m de outros produtos como tiras mastig?veis e solu??es para se misturar ? ?gua do animal, e at? ra??es com esse foco, j? que uma alimenta??o adequada tamb?m faz parte do processo de controle da sa?de oral. Por isso, agende uma consulta e fa?a periodicamente uma revis?o da cavidade oral do seu c?o e/ou gato!


 
Feira de ado??o e adestramento gratuito "Adote! Fa?a um animal feliz"
A C?o Feliz Centro Veterin?rio, realiza neste S?bado dia 08 de mar?o a sua campanha "Adote! Fa?a um animal feliz", evento realizado para promover a ado??o de c?es e gatos com in?cio ?s 9h e convida a comunidade a participar do adestramento gratuito de c?es, com in?cio ?s 16h.

A C?o Feliz, se localiza na Avenida Na??es Unidas, 2737 esquina com a rua Tapes, (mapa como chegar no site: www.caofeliznh.com.br) bairro Ideal em Novo Hamburgo.

Os animais para ado??o s?o de responsabilidade de ongs do Vale dos Sinos, todos saud?veis e prontos para ganhar um novo lar.

As aulas de adestramento ser?o realizadas pelo profissional Sergio Eninger, formado em comportamento canino com o Zootecnista Alexandre Rossi (Dr. Pet). N?o ? necess?rio confirmar presen?a, o ?nico pedido ? n?o deixar os c?es soltos para a seguran?a dos mesmos e em caso de chuva o treinamento ser? adiado.
 
Ver?o aumenta incid?ncia de Pulgas e Carrapatos ? fique atento!
Assim como para muitas pessoas, o ver?o tamb?m ? a esta??o do ano preferida para parasitas externos de c?es e gatos, nossos velhos conhecidos carrapatos e pulgas, o calor e a umidade do ar nesta ?poca propiciam uma maior infesta??o destas esp?cies nos p?tios e casas, e causam desconforto e inc?modo aos nossos animais.

Mas n?o ? somente por um simples prurido que esses parasitas incomodam, em animais al?rgicos, por exemplo, uma simples picada de pulga pode levar a casos severos de dermatites, que ir?o comprometer a sa?de do animal como um todo, tendendo a ficar indispostos, com diminui??o de apetite e les?es de pele que podem contaminar e piorar gravemente. Al?m de infesta??es muito severas levarem a quadros de anemia significativos.

Al?m disso, pulgas e carrapatos atuam como vetores de doen?as. No caso das pulgas, elas podem transmitir verminoses intestinais, e promover a reinfesta??o por vermes mesmo de um animal com verm?fugo realizado dentro do protocolo trimestral, e ainda, anemia infecciosa em gatos, doen?a severa que pode levar ? morte. J? no caso dos carrapatos, as consequ?ncias podem ser ainda piores, eles transmitem aos c?es parasitas de c?lulas sangu?neas que causam doen?as s?rias, como a Babesiose e a Ehrliquiose, conhecidas inclusive popularmente por Doen?a do Carrapato. Importante salientar que n?o ser?o todos os carrapatos que estar?o contaminados, por?m, basta um ?nico carrapato contaminado infestar o animal, para que este contraia a doen?a, que ? potencialmente fatal.

Portanto, ? imprescind?vel o uso de produtos antipulgas e anticarrapaticidas espec?ficos para esp?cie e porte do seu pet mensalmente, para manter seu animal livre de parasitas externos e internos, prevenir doen?as e consequentemente promover sa?de e bem estar sempre.

Tamb?m ? importante realizar o tratamento da casa e/ou do p?tio onde os animais vivem, uma vez que 95% das pulgas est?o no ambiente, ? l? que elas se reproduzem e completam seu ciclo de vida, portanto, deve-se fazer uso de produtos de pulveriza??o espec?ficos para cada ambiente ? dentro e fora de casa, e esse controle deve ser intensificado no ver?o e/ou em situa??es de grandes infesta??es.

E ent?o, seu pet est? protegido? N?o perca tempo, pois as pulgas e os carrapatos n?o est?o...



Texto: Leandra Arru? - M?dica Veterin?ria da C?o Feliz Veterin?ria Pet Shop


 
Cuidados com seu pet no ver?o




?poca de ir ? praia, curtir a piscina, ar condicionados a todo vapor, mas ser? que seu c?ozinho ou gatinho se adequam t?o bem ao tempo quente e seco do ver?o? Nesta esta??o do ano eles tamb?m precisam de cuidados especiais e aten??o redobrada com a sa?de geral e predisposi??es espec?ficas como pele e pelagem.



Um dos principais cuidados a que devemos atentar no ver?o em rela??o aos nossos pets ? que eles tenham sempre ? disposi??o ?gua fresca ? vontade, em dias muito quentes e secos, pode-se ainda colocar pedras de gelo na ?gua, tudo que seja poss?vel para estimular o consumo de ?gua e evitar a desidrata??o. Os c?es e gatos n?o perdem temperatura como n?s, atrav?s do suor, e sim pela respira??o, por isso ficam ofegantes quando est?o com calor, e podem ser levados a uma situa??o de hipertermia se submetidos a calor intenso em pouco tempo. Jamais deixe seu c?o ou gato dentro do carro com apenas uma fresta na janela por exemplo, seja em alguma sa?da na cidade ou durante as viagens ? praia.



Al?m disso, eles devem ter a op??o de um local fresco e com sombra onde possam se sentir mais confort?veis, se este local for dentro de casa, cuidado para n?o exagerar no ar condicionado, se a casa toda estiver fechada, deixar uma bacia com ?gua no ambiente para n?o ressecar demais o ar, e poder ocasionar um problema respirat?rio.



Procure passear com seu amigo nas horas mais frescas do dia, como pela manh? cedo ou ? tardinha/noite, e mesmo assim v? pelas cal?adas com sombra, voc? n?o est? sentindo, mas os animais podem queimar as patinhas facilmente, al?m de se sentirem incomodados, e poder tornar o passeio do dia uma grande frustra??o! Para essas situa??es vale a dica de usar sapatinhos espec?ficos para animais durante ?s sa?das de casa.



E se forem junto ? praia, o alerta ? ainda maior: consulte seu m?dico veterin?rio antes da viagem e garanta que seu amigo estar? com as vacinas, verm?fugos e antipulgas em dia, as regi?es litor?neas oferecem riscos de contato com parasitas diferentes aos que seu amigo pode n?o estar protegido. N?o leve-os para a beira da praia, o contato com a areia e os banhos de mar predisp?em a dermatites, conjuntivites, otites e verminoses.



O ver?o tende a levar os animais muito mais aos consult?rios veterin?rios por problemas relacionados ? pele e pelagem, pois o calor excessivo pode levar a coceiras intensas, especialmente para ra?as predispostas a dermatites, como Shi-tzu, Lhasa Apso, Malt?s, e ainda, animais de pele e pelagem predominantemente brancas. Al?m disso, ? a ?poca de maior prolifera??o de pulgas e carrapatos, ent?o ? de suma import?ncia intensificar o controle desses parasitas j? quando o calor come?a a chegar. Portanto, para proteg?-lo, fa?a o controle antipulgas, mantenha-o longe da praia e piscina, e ressalta-se que para alguns animais pode ser importante fazer uma tosa no ver?o. E ajude-o a se refrescar com banhos em local especializado.



As doen?as virais tamb?m ocorrem bastante pela maior sobreviv?ncia dos v?rus em geral no ambiente mais quente, portanto, n?o relaxe na vacina??o do seu pet, mantenha-a sempre em dia.



Importante lembrar que nesta ?poca os animais tendem a ter o apetite um pouco diminu?do, pela pr?pria indisposi??o que o calor leva e por n?o precisarem de tanta energia para manter a temperatura corp?rea, ent?o fique atento, se eles estiverem se alimentando e bebendo bastante ?gua para se manterem hidratados, desde que atentados todos os detalhes mencionados acima, seu amigo passar? bem por todo esse calor?o!



Texto: Leandra Arru? - M?dica Veterin?ria do C?o Feliz Centro Veterin?rio


 
OBESIDADE EM ANIMAIS DE ESTIMA??O
Os c?es e gatos tamb?m s?o afetados e sofrem as consequ?ncias do sobrepeso, e a obesidade ? considerada sim, uma doen?a, e como tal deve ser levada a s?rio.

A obesidade ? uma doen?a metab?lica com consequ?ncias graves, tais como: dist?rbios ?sseos, articulares e musculares, hipertens?o arterial, diminui??o da imunidade, associa??o com outras doen?as metab?licas como a diabetes, etc. ? mais comum em f?meas do que em machos, e acomete cerca de 20 a 30% dos c?es e gatos.

H? muitos fatores relacionados ao conv?vio social dos pets que contribuem significativamente para o aumento desse problema entre eles, como por exemplo, a oferta muitas vezes exagerada de alimenta??o por parte dos propriet?rios, e pouco ou nenhum exerc?cio f?sico.

Destaca-se bastante a alimenta??o x nutri??o dos animais, pois ? bem importante usar uma ra??o adequada para porte, idade, ra?a e peso de cada indiv?duo, e ainda, na quantidade especificada para cada peso e estilo de vida (animais mais ou menos ativos, no peso ideal ou n?o). O uso de alimenta??o humana e oferta de petiscos sem controle contribuem muito para deixar seu pet acima do peso, e ter c?es e gatos ?gordinhos? n?o ? sin?nimo de sa?de, muito menos de boa nutri??o. Mas lembre-se: diminuir a quantidade da ra??o normal do animal n?o ? o ideal, al?m de n?o alcan?ar o objetivo, trar? preju?zos nutricionais para seu pet!

? bem importante o animal passar por avalia??o m?dico veterin?ria para aferir o escore corporal, identificar e prevenir ou tratar o sobrepeso, que deve ser, a partir de ent?o, sempre controlado. Esse controle e tratamento se d?o atrav?s de mudan?as no comportamento alimentar, onde ser? preciso conscientiza??o e disciplina do propriet?rio, modifica??es diet?ticas, atrav?s do uso da alimenta??o mais indicada, lan?ando-se m?o inclusive de ra??es medicamentosas, associadas a exerc?cios f?sicos de acordo com o limite do animal.

Tamb?m ? fundamental uma avalia??o cl?nica sobre as condi??es de sa?de do paciente obeso, incluindo exames complementares, para que se planeje estrategicamente a perda de peso mantendo a sa?de. E n?o esquecendo de realizar consultas peri?dicas para uma correta manuten??o do peso ap?s a perda.

Fique atento: a superalimenta??o do seu filhote pode lev?-lo a ser um adulto obeso, portanto, atente para esse fator desde cedo!

Como devo alimentar meu c?o/gato para evitar a obesidade?

A chave para que seu c?o/gato n?o enfrente essa situa??o ? a PREVEN??O, por isso, na pr?xima consulta veterin?ria, busque informa??o de qual seria a melhor alimenta??o e quantidade desta para manter seu pet saud?vel e no peso ideal, evite abusar dos petiscos e aproveite um tempo agrad?vel com seu amigo em saud?veis caminhadas!



Texto: Leandra Arru? - M?dica Veterin?ria da C?o Feliz Veterin?ria Pet Shop




 
Sa?de na melhor idade ? tamb?m para eles!
Manter um controle da sa?de do seu pet com avalia??es peri?dicas ? super importante, e com o avan?ar da idade, isso se torna a chave para um envelhecimento saud?vel e duradouro. Com o passar dos anos, seu animal pode come?ar a apresentar sinais de um organismo que j? n?o est? mais trabalhando a todo vapor, por isso a import?ncia de fazer um acompanhamento geri?trico individualizado, visando identificar esses sinais e estar preparado para lidar com eles.



A consulta geri?trica abrange uma s?rie de fatores a serem levados em conta, onde destaca-se a necessidade de se controlar o peso, exerc?cios f?sicos, alimenta??o e as medica??es a que esse paciente ? submetido ao longo da vida. Al?m de, ? claro, ser interessante realizar exames complementares de check-up periodicamente para detectar poss?veis e prov?veis altera??es, pois com a queda de imunidade, n?o ? incomum come?arem a surgir problemas, como doen?as metab?licas, tumores, insufici?ncias card?aca, renal ou hep?tica, enfim, doen?as cr?nicas que precisar?o de um acompanhamento especial e cont?nuo.



A base desse acompanhamento ? a preven??o, pois ser? muito mais f?cil de tratar e melhor para o animal, que n?o precisar? esperar manifestar sinais ruins e desagrad?veis para que seja avaliado. Uma s?rie de cuidados espec?ficos devem ser tomados durante a fase senil, que v?o desde o que j? foi comentado acima, ao uso de uma alimenta??o espec?fica que ir? maximizar o desempenho desse organismo ?cansado?. Para tal, j? dispomos no mercado de ra??es de excelente qualidade e totalmente confi?veis, que nos ajudar?o a manter a disposi??o f?sica e emocional do seu c?o e/ou gato na velhice.



Quando os caninos e felinos envelhecem, come?am a apresentar sinais de maior apatia e ficam menos tempo em atividade ou com seus donos, e isso muitas vezes ? avaliado como ?normal? ou ?coisa da idade?, de fato h? uma diminui??o da atividade, mas tem que se buscar mais a fundo se n?o h? ind?cios de alguma patologia associada e fazer o acompanhamento correto e espec?fico, pois eles inclusive est?o sujeitos a disfun??es cognitivas, assim como n?s.



Quando adquire-se um animal de estima??o, deve-se ter a consci?ncia de que ele ter? uma vida longa, e que durante todo esse per?odo o propriet?rio ser? respons?vel pelo seu bem-estar. O n?mero crescente de animais de estima??o mostra que cada vez mais eles s?o tidos como um membro da fam?lia, e isso faz com que sejam cada vez mais bem tratados, recebendo mais cuidados veterin?rios e alimenta??o balanceada, aumentando progressivamente sua expectativa de vida, ent?o surge a quest?o dos cuidados nessa fase geri?trica, que h? algum tempo atr?s n?o era t?o emergente e preocupante, pois essa fase n?o se alongava tanto. Hoje, facilmente eles passam mais de 10 anos ao lado das suas fam?lias, e ? justo que esse tempo de amor e carinho seja muito bem recompensado cuidando muito bem deles na velhice. Por isso, fique de olho no seu velhinho e fa?a uma consulta geri?trica para maiores esclarecimentos!



Texto: Leandra Arru? - M?dica Veterin?ria

C?o Feliz Veterin?ria Pet Shop


 
Vacina da Gripe ? mantenha seu melhor amigo protegido tamb?m!
Os c?es tamb?m s?o acometidos por gripe, e assim como para n?s, a melhor maneira de prote??o ? atrav?s da vacina??o adequada e espec?fica alerta veterin?ria da C?o Feliz Veterin?ria e Pet Shop.



A Traqueobronquite Infecciosa Canina, ou mais comumente chamada de Tosse dos Canis, ? uma enfermidade bastante comum entre os c?es, e o fato de ser altamente contagiosa e potencialmente representar risco ao animal, atenta para que haja uma maior preocupa??o no seu controle. E a forma mais segura de control?-la ? fazendo uso de vacinas espec?ficas.



A gripe canina ? uma doen?a aguda altamente contagiosa, facilmente transmitida pelo contato direto entre os c?es, causada por um ou mais agentes infecciosos que colonizam o trato respirat?rio, tendo como principal sinal uma tosse seca, acomete somente c?es. Representa risco aumentado para animais com imunidade comprometida, como filhotes e idosos, ou animais com doen?as cr?nicas, que podem desenvolver processos secund?rios e mais graves. Por isso, fique atento, pois uma gripe ?inocente? pode ser s? o come?o de uma bronquite cr?nica ou mesmo uma pneumonia, ou outras situa??es potencialmente fatais.



Nos dias de hoje, os c?es est?o cada vez mais socializados, e situa??es como passeios, transportes, exposi??es, feiras, hot?is para animais, idas mais frequentes ao pet shop, se tornam de risco para exposi??o ? gripe. Sempre associadas com a chegada do inverno e imunidade individual ? filhotes e idosos mais suscet?veis. Tudo isso gera muita preocupa??o por parte dos propriet?rios que n?o querem ver seu c?o exposto a essa situa??o sem prote??o.



Para tal, proteja seu c?ozinho vacinando-o anualmente! A vacina se apresenta de duas formas de aplica??o: subcut?nea ou intra nasal. A forma de aplica??o n?o ? o mais importante, o que vale mesmo ? manter seu pet protegido fazendo o esquema ideal. Seu c?o pode ser vacinado contra a gripe a partir de 60 dias de vida, com duas doses iniciais e depois uma anual, mantenha-o em dia! Prevenir com certeza ser? muito mais vantajoso, seu amigo agradece!



N?o esque?a de manter seu mascote protegido do frio, em ambiente quentinho e ventilado, escolha as horas menos frias do dia para os passeios, pois as doen?as respirat?rias aumentam nos meses mais frios do ano.



Texto: Leandra Arru? - M?dica Veterin?ria

C?o Feliz Veterin?ria Pet Shop


 
Castra??o - Especialista aponta as vantagens do procedimento que ainda gera muitas pol?micas
A castra??o continua sendo motivo de pol?mica entre os propriet?rios de c?es e gatos. Embora muitos conhe?am os benef?cios da cirurgia, outros ainda acreditam que seja um ato de mutila??o.



M?todo definitivo de esteriliza??o, a cirurgia consiste na remo??o do ?tero e ov?rios, na f?mea, e dos test?culos, nos machos. A castra??o pode ser realizada a partir do 40? dia do nascimento.



?A retirada precoce do ?tero e dos ov?rios antes do primeiro cio (at? 8 meses de idade), diminui para 0% a incid?ncia de c?ncer de mama e da piometra (infec??o do ?tero), que s?o as duas maiores causas de mortes nas cadelas. Na gata, o cio, a falsa gesta??o, a lacta??o e as m?ltiplas gesta??es desaparecem. No macho, a castra??o precoce inibe o interesse sexual?, explica o Dr. Jos? Roberto July, m?dico veterin?rio da Julyvet Cl?nica Veterin?ria.



Ap?s a castra??o, as f?meas deixam de ter cio e os machos deixam de marcar territ?rio com a urina. De acordo com o Dr. July ocorrem ainda mudan?as comportamentais sexuais: as f?meas n?o atraem mais os machos e n?o copulam; os machos, mesmo est?reis, podem copular, mas a disputa pela f?mea vai ser muito menor devido a diminui??o da testosterona. Os cavalos tamb?m s?o castrados para diminuir a energia sexual, que pode transform?-lo em um animal agitado e nervoso, sendo dif?cil controla-lo em locais pr?ximo a outros cavalos e ?guas no cio.



?Todo procedimento cir?rgico e anest?sico ? considerado como um risco ao animal. Este risco pode ser minimizado pelo uso de anestesia inalat?ria, com monitorizar?o cardiorrespirat?ria. Antes da cirurgia, solicitamos um hemograma para os animais jovens, exames da fun??o renal e fun??o hep?tica para os animais acima de 5 anos. Al?m disso, exames de check up como Raio X e ultrasom podem ser necess?rios para descartarmos algum outro problema interno?, esclarece Dr. July.



Ap?s a realiza??o destes exames o animal est? pronto para a cirurgia, que deve ser realizada com o paciente em jejum total de oito horas (alimentos s?lidos e principalmente l?quidos). ?Receitamos analg?sicos por apenas tr?s dias. Os pontos s?o retirados ap?s 10 dias, quando j? est? totalmente cicatrizado, per?odo em que s?o liberados para retornar as suas atividades normais?, conta.



Para o Dr. July muitos propriet?rios ainda resistem ao procedimento, pois acreditam em mitos como achar que o animal castrado vai engordar muito ou mesmo sofrer durante o p?s operat?rio. ?A castra??o n?o deixa o animal mais gordo. Na verdade ele apenas precisa de menos alimento e de mais exerc?cios. As f?meas n?o precisam ter uma ninhada antes de serem castradas e ? importante ressaltar que a cirurgia ? indolor, feita sob anestesia geral?, ressalta.



Vantagens da castra??o:



Reduz completamente o risco de tumores de mama, pr?stata e tumores transmitidos sexualmente;

Elimina a gravidez psicol?gica (pseudociese) nas f?meas;

Elimina o risco de uma piometra (doen?a intra-uterina que geralmente aparece ap?s o cio, onde o ?tero se enche de pus, na qual o tratamento ? a castra??o - ocorre em cerca de 60% das f?meas n?o castradas);

Nos gatos h? a diminui??o do h?bito de urinar nos objetos da casa para demarcar territ?rio; evita que fiquem fora de casa por dias sem se alimentar para se acasalar;

Evita gravidez indesejada, n?o ocorre mais o cio e nem o sangramento nas f?meas;

Animais se tornam mais saud?veis e sua expectativa de vida aumenta, pois h? menor chance de doen?as reprodutivas

Desvantagens da castra??o:



Em um percentual muito baixo pode ocasionar incontin?ncia urin?ria noturna.



Dr. July ? Cl?nica Julyvet


 
Como manter seu gato limpinho




Apesar do gato ser considerado um bichinho limpo, alguns cuidados podem ajudar a melhorar a higiene do pet, al?m de contribuir para o bem-estar dos felinos. Veja algumas dicas para deixar seu amiguinho bem limpinho:



::: OLHOS



Os olhos podem ser limpos com um algod?o seco. As l?grimas que umidificam os olhos s?o drenadas por um pequeno canal lacrimal. Nas ra?as de face achatada, como a Persa, a drenagem ? ruim e as l?grimas tendem a escoar sobre a parte saliente do focinho, formando um escoamento marrom. Quando o escoamento for excessivo e com a parte inferior das p?lpebras avermelhadas, al?m da dificuldade de manter o olho aberto, ? sinal de infec??o dos olhos.



::: ORELHAS



As orelhas devem ser limpas com algod?o seco. Evite introduzir cotonetes ou outros objetos dentro do canal auditivo do gato, pois podem empurrar os fragmentos para o fundo e os parasitas podem se desenvolver no interior do conduto auditivo. Se houver secre??o excessiva de pus, ou se o animal co?ar vigorosamente as orelhas, ? preciso levar o bichinho ao veterin?rio



::: DENTES



Os cuidados com os dentes ? essencial para preservar a boa sa?de de seu gato. Com o tempo o t?rtaro tende a se acumular sobre os dentes do gato e acaba provocando infl ama??o das gengivas, produzindo um mau h?lito, podendo mesmo levar ? perda de dentes. Seu veterin?rio pode remover o t?rtaro dos dentes de seu gato com anestesia geral.



::: UNHAS



Quando as unhas se tornam muito longas ? necess?rio cortar. Em caso de d?vida, venha a C?o Feliz que lhe mostremos como fazer isso sem causar dano. Use cortadores de unhas veterin?rios, que s?o projetados para impedir rachaduras nas unhas. Oferecendo um arranhador ao seu gato, voc? permite que ele mesmo cuide de suas garras e evite que ele as utilize sobre seus m?veis.
 
Qual melhor caixa de transporte para viajar de avi?o?
Para qualquer viagem de avi?o, a primeira coisa que eu sugiro que seja feita ? a compra da caixa de transporte. J? que o seu pet vai ficar muitas horas ali dentro, ele precisa estar tranquilo e confort?vel em um lugar que lhe seja familiar.

As caixas de transporte devem estar de acordo com as normas da IATA (Internacional Air Transport Association). Elas geralmente s?o de fibra de vidro, devem ter uma altura suficiente para que o seu pet possa ficar em p? naturalmente, bem como a largura deve possibilitar que ele possa dar uma volta em torno do pr?prio eixo. Elas devem ter um local para que se coloque ?gua, e durante a viagem o fundo deve estar forrado com tapete higi?nico.



Existem duas possibilidades para a viagem do seu pet: na cabine de passageiros ou como ?bagagem despachada?.

Para cabine: o peso do cachorro com a caixa de transporte, n?o pode ultrapassar 9 kg e durante v?o ele n?o pode ser retirado da caixa de transporte.

Para a viagem como bagagem despachada: o peso do seu peludo somado ao da caixa de transporte n?o pode ultrapassar 45 kg. Quando esse peso ? excedido, o transporte deve ser feito por um avi?o de cargo.

Para os animais que viajam como bagagem despachada, existem normas restritivas em rela??o ? temperatura, de maneira que eles n?o sejam expostos a calor ou frio extremos.

Os c?es n?o s?o aceitos quando a temperatura atual ou prevista estiver acima de 29,5? C ou abaixo de 7? C em qualquer ponto do itiner?rio.

A restri??o para temperaturas baixas pode ser suspensa desde que seja apresentada uma declara??o de baixa temperatura emitida por um m?dico veterin?rio.

Um outro ponto importante ? que n?o devemos sedar o nosso c?o, pois a sua capacidade de manter o equil?brio fica prejudicada se o nosso pet for sedado. Imagine se durante o v?o ocorre um per?odo de turbul?ncia e ele estiver sedado. Ele n?o ter? condi??es de se equilibrar e se proteger dentro da caixa de transporte.

Devem ser fornecidas instru??es para alimenta??o e ?gua para um per?odo de 24 horas, sendo que instru??es para n?o alimentar ou n?o dar ?gua ao pet n?o ser?o aceitas a menos que sejam determinadas pelo veterin?rio respons?vel.

Uma boa op??o ? contratar alguma empresa especializada que organiza todo o processo para voc?. Pelo que eu pesquisei ainda ? um mercado novo, mas que se pode contar com empresas que j? possuem boa experi?ncia.


 
Como Comprar o Melhor Tamanho de Roupa para Seu C?o?
Como Comprar o Melhor Tamanho de Roupa para SeHoje temos muitas op??es de roupas para o seu pet, desde uma camiseta da copa at? uma fantasia ou uma linda capa de chuva.



Saiba qual o tamanho exato de roupinha para seu pet, seguindo este passo

a) Coloque seu c?o com as quatro patas apoiadas, sem ficar encurvado, nem inclinado.

b) Verifique a regi?o no pesco?o onde voc? coloca a coleira.

c) Verifique a regi?o lombar do c?o (final da coluna perto da cauda).

d) Me?a a dist?ncia entre essas duas regi?es e compare com o tamanho da roupinha em cent?metros de comprimento. No nosso site, em cada produto de categoria roupas, disponibilizamos uma tabela super simples para que voc? possa ver qual ? a melhor op??o.

e) Para n?o ter erro, ? melhor ficar um pouco mais folgado do que apertado, caso tenha d?vida entre em contato com a PetCompre, para que possamos lhe auxiliar.

f) Os tamanhos de cada modelo divergem em rela??o ao comprimento do mesmo. Sempre compare o modelo com a medida do seu c?o em comprimento.

g-) Para escolher o tamanho exato, algumas roupinhas descrevem o valor em di?metro do t?rax para ajudar na sua escolha.

Caso tenha ficado algum tipo de d?vida entre em contato, estaremos pronto para atend?-lo.



Acesso nossos roupinhas para c?es, basta clicar:

- fantasias

- Roupas Outono/ Inverno

- Roupas Primavera/Ver
 
Seguran?a no tr?nsito com o seu pet






Conforme o C?digo Nacional de Tr?nsito, se o cachorro estiver solto dentro do carro e pular para o banco do motorista a multa ? de R$85 e implica na perda de 4 pontos na carteira. Se ele estiver na ca?amba de uma picape a multa ? e R$128 e 5 pontos na carteira. Mesmo que o cachorro n?o pule pela janela o existe o risco de ele ser arremessado para a frente em uma freiada brusca ou curva pondendo, al?m de se machucar seriamente, machucar tamb?m os outros ocupantes do ve?culo.

? extremamente necess?rio o uso de cinto de seguran?a, n?o somente porque ? lei, mas para a sua seguran?a e a do pr?prio c?o.

Mantenha seu c?o seguro durante as viagens e preso no banco de tr?s, evitando poss?veis acidentes e multas. Seu pet vai poder ficar sentado ou deitado no banco, com todo o conforto, mas n?o poder? passar para o banco da frente, nem pular pela janela.

? um produto adequado para se fazer longas viagens, ou at? trajetos curtos,com c?es agitados ou que n?o se comportam bem dentro do autom?vel e ficam pulando para o banco da frente, ou olhando pela janela. Como o cinto para os humanos, este peitoral tamb?m protege o cachorro durante eventuais colis?es ou freiadas.


 
Quando cal?ar o c
Assim como acontece com os p?s humanos, os cal?ados podem evitar machucados e doen?as para o c?o.



Existem sapatos e botas para c?es de todos os tamanhos e para diferentes atividades. Desde as mais extremas, como o salvamento em escombros, que exige muito cuidado para as patas do c?o n?o serem feridas por peda?os de vidro, concreto e ferro. O Pastor Alem?o da foto menor ? da pol?cia da ?frica do Sul e est? equipado com botas desenvolvidas especialmente para esse fim. H?, ainda, modelos para proteger as patas em atividades esportivas, como corridas e tra??o. At? as mais corriqueiras caminhadas envolvem riscos, como queimar os p?s em asfalto muito quente e pegar doen?as pisando em fezes infectadas (veja Vantagens de estar cal?ado). ?Sapatos e botas para c?es promovem higiene ajudando a proteger a sa?de e evitam machucados e feridas nas patas dos c?es?, concorda a veterin?ria e consultora de C?es & Cio, Cyntia Peixoto.



N?o conv?m, por?m, manter o c?o cal?ado por muito tempo. ? pelos p?s que os c?es mais suam, depois de pela l?ngua, e forma-se nos cal?ados um ambiente ?mido e quente, prop?cio a causar males de pele e mau cheiro. Para garantir o efeito preventivo a doen?as proporcionado pelos cal?ados, o c?o n?o deve p?r a boca neles - ? preciso tir?-los assim que terminar de us?-los. Para lav?-los, usa-se ?gua e sab?o de coco e deixa-se secar bem ao sol por quatro horas (os microorganismos causadores de doen?as n?o resistem ? luz solar). Em seguida, ? bom guard?-los em lugar arejado, para evitar forma??o de fungos.



Parte dos c?es permite a coloca??o de sapatos e botas sem dificuldade. Por exemplo, a Pit Bull adulta Raja, modelo da foto maior, aceitou logo os sapatinhos apesar de at? aquele momento s? ter andado descal?a em sua vida e de n?o ser adestrada.



Em caso de o c?o criar dificuldade nesse momento, distraia-o para ele n?o atrapalhar. Fale animadamente, tente usar o famoso ?vamos passear??. Nosso modelo da sess?o fotogr?fica n?o se preocupou com os sapatos durante o uso, sinal de que os considerou confort?veis. Mas ? normal, no come?o, o c?o tentar tir?-los. Nesse caso, a t?cnica ?, se ele come?ar a aproximar a boca das patas, procurar desviar a aten??o dele para a atividade em curso e dar carinho e elogiar o c?o enquanto ele se mant?m tranq?ilo.



O cal?ado, para ser bem aceito, precisa ser leve, arejado, moldar-se bem ? anatomia das patas, nem largo nem apertado demais. ? necess?rio tamb?m que tenha sola de material resistente ao atrito com o ch?o, isolada do calor, que evite derrapagem, resista a objetos perfurantes, inclusive ?s pr?prias unhas do c?o (o dono colabora proporcionando uma ?rea onde as unhas possam ser desgastadas naturalmente). ? muito importante adquirir cal?ados do tamanho exato das patas do c?o e ser cuidadoso na coloca??o - se a parte superior dobrar para baixo, a parte que ficar fazendo papel de sola n?o resistir? ao atrito com o ch?o.



VANTAGENS DE ESTAR CAL?ADO



N?o queimar as patas no ch?o quente



N?o ferir os p?s com objetos perfurantes



N?o ter contato direto com fezes infectadas, transmissoras de doen?as e vermes



Trazer menos sujeira para dentro de casa



N?o arranhar involuntariamente pessoas, ao visit?-las e em programas de pet terapia, em hospitais e asilos, ou ao nadar com elas



N?o tirar curativos do p? nem lamb?-los



Reduzir sensibilidade ? dor se o c?o estiver com o p? machucado



N?o machucar as patas em atividades esportivas ou de resgate


 
Como fazer coco no lugar certo!
Assim como todos n?s, os c?es tamb?m t?m e fazem suas necessidades fisiol?gicas.



N?s desde pequenos somos educados a fazer no lugar certo e isso com os c?es n?o deve ser diferente!



Tentarei aqui explicar uma forma mais tranquila para que consigamos educ?-los corretamente.



Antes de come?ar, devemos entender que os c?es, al?m de suas necessidades fisiol?gicas, possuem necessidade de ?marcar o territ?rio?, ou seja, pela urina e fezes eles liberam secre??es que s?o como sua ?identidade?. Nelas est?o todas as suas informa??es para outros c?es como por exemplo sexo, idade, se est? doente ou n?o, entre outras.



A forma que vou passar aqui serve para todas as idades, mas com certeza um filhote assimila mais r?pido que os adultos.



A participa??o do dono ? muito importante para que eles aprendam corretamente. Tamb?m ? primordial, que o c?o entenda o que ? um premio ou n?o, por exemplo: o que ele mais gosta, seja um petisco, brinquedos ou carinho, dever? ser o pr?mio.



Quando ele fizer alguma coisa que ? do nosso agrado, premiamos e quando n?o, ignoramos a atitude deles. Podemos tamb?m gesticular ou mudar a tonalidade da voz negativamente, introduzindo palavras ou algum tipo de som para isso.

Passando essa parte vamos l?:



A maioria dos c?es gosta de saciar-se ap?s as refei??es. Respeitar a hora da refei??o ? muito importante, por isso uma dica: nunca deixe comida a vontade para eles. (falaremos isso em pr?ximos posts).



1-O local que voc? quiser que ele fa?a as necessidades (o banheiro do seu c?o) nunca deve estar ao lado do local de refei??o. Sempre a alguns metros de dist?ncia.



2-Ap?s a refei??o do seu c?o, fa?a o seguinte: restrinja o espa?o dele. Como? Colocando ele em uma guia, segurando ele no colo, colocando-o em um espa?o pequeno, em uma caixa de transporte, etc? .



3-Restrinja seu espa?o por cerca de 10 minutos (isso n?o ? um tempo exato, perceberemos que h? c?es que em pouco menos tempo j? estar?o aflitos para fazerem suas necessidades e outros precisar?o de mais tempo).



4-Ap?s essa restri??o, leve o seu c?o ao local onde voc? quer que ele fa?a suas necessidades: em casa (quintal, jornal, grama), na rua, na pra?a, nos parques. Lembrando que uma vez que o c?o aprender a fazer fora de casa suas necessidades, sempre teremos que levar ele para passear. Para eles ser? muito mais prazeroso fazer fora de casa do que em casa.



5-Uma vez no local escolhido, fique esperando, sem chamar a aten??o dele, deixando-o a vontade. Nessa hora sempre ? bom estar com o que ele mais gosta (petisco, brinquedo, carinho) e deixar preparado. Isso pode demorar ou n?o, depende de cada c?o.



6-Fique atento, pois quando o grande momento chegar ser? muito importante nossa participa??o. Assim que o c?o estiver fazendo sua necessidade no local que definimos, introduza um comando como por exemplo: passear, xixi, pipi?cada um pode escolher o que agradar mais. Ap?s ele ter terminado, d? o pr?mio escolhido e fa?a muita festa, mostrando que aquela atitude era o que quer?amos.



7-Fa?a isso diversas vezes ao dia no come?o, durante alguns dias, lembrando que filhotes t?m uma necessidade maior de ir ao banheiro no dia. Dessa forma podemos fracionar a refei??o deles em mais vezes. C?es adultos j? se controlam mais e assim que aprenderem fica mais f?cil para eles.



8-Lembrando que nesse processo de aprendizado o c?o vai buscar outros lugares para fazer. Nesse momento, teremos que estar alertas, pois no momento que ele estiver fazendo no local errado, chamamos a aten??o dele e o levamos at? o local correto, introduzindo o comando que escolhemos.

9-Voc? pode utilizar em sua casa, nos locais onde voc? n?o quer que ele fa?a as necessidades, alguns produtos repelentes com odores (existem diversos no mercado) ou produtos qu?micos de limpeza. Isso pode ajudar tamb?m.



10-Com o tempo voc? ir? perceber que, ao tirar o pr?mio do c?o quando ele fizer no local errado, ele ir? automaticamente buscar o local correto da pr?xima vez.



11-Depois que ele estiver fazendo tudo certo, n?o esque?a que ? sempre bom relembr?-los e premi?-los!


 
Cuidados com os animais idosos!
O tempo vai passando e rapidamente nosso bichinho querido se torna um animal idoso. O bom, ? que hoje em dia com o avan?o das pesquisas na Medicina Veterin?ria ? poss?vel prolongar a expectativa de vida do seu c?o seja atrav?s da preven??o ou at? mesmo do diagn?stico precoce de doen?as graves.



C?es de ra?as grandes s?o considerados idosos a partir dos 7 anos de vida, os de ra?as pequenas a partir dos 8 anos. Nessa idade ocorrem muitas altera??es f?sicas e comportamentais. Por exemplo, a pelagem vai se tornando esbranqui?ada principalmente na face, muitos diminuem a atividade f?sica e passam a dormir mais horas do dia alterando tamb?m a necessidade de ingest?o cal?rica.



Para isso, existem no mercado ra??es espec?ficas chamadas de ?senior?. Essas ra??es possuem menos gordura e mais fibras (para manuten??o do peso), menos prote?nas (para n?o sobrecarregar os rins sens?veis dos c?es idosos), al?m de gr?os mais f?ceis de quebrar, pois os dentes do nosso amigo j? n?o s?o mais os mesmos n?o ? mesmo!

E por falar em dentes, estes merecem cuidados dobrados nessa fase, pois o ac?mulo de t?rtaro ? muito comum, e a gengivite que acompanha o t?rtaro pode ser uma porta de entrada para bact?rias na corrente sangu?nea, causando problemas graves nos rins e cora??o.

A ingest?o de ?gua tamb?m deve ser observada. Fique atento se o seu animal idoso aumentou o consumo de ?gua e a produ??o de urina, pois os animais desenvolvem a diabetes nessa fase da vida. Al?m destes, outros sintomas como a perda de peso e o aumento na ingest?o de comida tamb?m est?o associados.



Algumas ra?as como o Pastor Alem?o, Labrador e o Rottweiler s?o predispostas a problemas articulares, que se agravam na velhice. A vis?o, a audi??o e o olfato tamb?m se alteram com a chegada da idade.

Avalia??es cl?nicas em animais idosos devem ser feitas a cada 6 meses. Al?m de um exame f?sico completo, devem ser realizados exames de sangue, fezes e urina. A ultrassonografia abdominal peri?dica ajuda a detectar poss?veis altera??es nos ?rg?os, possibilitando um diagn?stico precoce e o inicio de um tratamento mais adequado. Lembre-se que as vacinas s?o a principal forma de evitar doen?as, inclusive nos velhinhos e ? necess?ria durante toda a vida do seu animal.



O processo de envelhecimento nos animais, assim como nos seres humanos, pode variar de acordo com cada indiv?duo, e o que vai garantir uma apar?ncia mais ?conservada? e um organismo mais saud?vel s?o os cuidados que ele receber? ao longo da vida. Por isso ? muito importante uma alimenta??o de boa qualidade, vacinas em dia e visitas peri?dicas ao M?dico Veterin?rio, al?m de todo amor e carinho.
 
Proteja seu pet de doen?as causadas pelo frio
Com o inverno c?es e gatos tamb?m sofrem com o frio e para retribuir o carinho e amor oferecido incondicionalmente pelos pets, muitos cuidadores investem em produtos para proteger do frio seus animais de estima??o. A?C?o Feliz/Telepet oportunizar esta aten??o lan?ando o Festival de Camas, roupas e cobertores para c?es e gatos, al?m de sapatos feitos especialmente para c?es, o maior festival do Vale do Sinos em sua segunda edi??o, possui mais de 200 camas e 180 roupas de v?rios tamanhos, muitas cores e modelos, com diversos tecidos e estampas com as camas da marca Maxpet com 20% de desconto, alguns modelos poder ser conferidos no site: www.telepet.com.br.?

Josane Fernandes (J?) propriet?ria da pet shop diz estar feliz em oferecer produtos que ir?o proporcionar bem estar e prevenir doen?as, mais alerta "Fique atento com os seu animais que apresentarem sinais muito parecidos com resfriado humano, com tosse, espirros, febre, falta de apetite e coriza. H? uma maior predisposi??o nos meses frios pela baixa temperatura de doen?a causada por v?rus, bact?rias ou fungos. Al?m de doen?as respirat?rias, os animais idosos com problemas osteoarticulares como artrose, calcifica??es na coluna ou h?rnia de disco, passam a sentir mais dor quando expostos ao frio" salienta J?.?



Alguns cuidados com as baixas temperaturas:



Coloque roupa no c?o de pelagem curta, caso ele sinta muito do frio. Existem animais que tremem de frio exageradamente! C?es grandes e gatos nem sempre toleram roupas;

Se costuma nevar ou gear em sua regi?o, sapatos protegem as patas do c?o de queimaduras causadas pelo frio;

H? c?es que, embora tenham casinha, preferem dormir ao relento ou ficar na chuva... Prenda esse animal num local abrigado nos dias muito frios ou chuvosos;

Vacine seu c?o anualmente contra a traqueobronquite, se ele frequenta locais com outros animais (pet shops, hot?is para c?es, exposi??es);

Quando der banho em seu animal, use ?gua morna e seque-o bem. N?o deixe que ele saia na rua, no m?nimo por 30 minutos ap?s o banho.

Leve seu c?o para passear na rua nos hor?rios mais quentes do dia (das 11:00 as 15:00hs);

Aumente em 20 a 30% o alimento do seu c?o/gato no inverno. Isso n?o vale para c?es e gatos obesos, sem atividade ou com grande tend?ncia a ganhar peso.

Providencie uma casinha para seu animal, caso ele viva em um quintal, ou deixe-o preso num local abrigado como garagem, lavanderia, ou mesmo dentro de casa, quando a temperatura estiver muito baixa.
 
Carrapato - Animal pequeno, grande perigo
O carrapato ? um ser vivo da ordem das aranhas (artr?podes de 8 patas) , e s?o parente dos ?caros. S?o facilmente encontrados em ambientes urbanos e rurais. S?o ectoparasitas (parasitas externos) diferentemente dos vermes, que s?o endoparasitas (parasitas internos). Parasitas s?o seres que vivem ?s custas de outros seres vivos e lhes causam preju?zo.

No caso dos carrapatos, a picada causa irrita??o na pele, podem causar anemia quando em uma infesta??o grande, e ainda serem transmissores de doen?as para os homens e os animais.

Os carrapatos podem parasitar os mais diversos tipos de animais silvestres e dom?sticos. Aves, r?pteis, c?es, cavalos, bovinos, equinos, coelhos, ratos e at? sapos. Raramente s?o encontrados em gatos, os bichanos sofrem mais com as pulgas.



Existem carrapatos machos e carrapatos f?meas, geralmente diferenciados pelo tamanho. Os machos raramente se alimentam de sangue. ?J? a f?mea adulta, ap?s se alimentar de sangue assume o aspecto de um gr?o de feij?o grande, ou gr?o de mamona.



Nesta fase da vida, ap?s ter se alimentado bastante e estar bem ingurgitada (inchada e cheia de sangue e ovos) ela se desprende do animal por vontade pr?pria, cai no solo e libera de 2.000 a 5.000 ovos no ambiente. Ent?o, meus caros, ? ai que come?a o pesadelo!!! A ?poca do ano mais prop?cia para os carrapatos ? desde o in?cio da primavera at? o in?cio do outono.



Quando em condi??es ideais de temperatura, sol e umidade, cada ovo d? origem a uma larva que possui apenas 6 patas. Min?scula, transparente e resistente, a larva fica at? quatro meses sem se alimentar. Quando encontra um hospedeiro (O SEU C?OZINHO, POR EXEMPLO) ela sobe, se alimenta e depois solta-se do c?o, caindo no ch?o. Ela ir? procurar um local protegido. L? ela far? sua primeira muda e se tornar? uma ninfa.



As ninfas possuem 8 patas e s?o muito parecidos com os adultos, s? que menores. Tamb?m procuram o seu c?o para se alimentar e depois que isso acontece, cai no solo e novamente far? uma muda em um local bem escondido. Tornando-se um carrapato adulto macho ou f?mea. Ambos sobem no animal, se alimentam e acasalam, o macho geralmente morre depois disso, enquanto a f?mea fica l?, se alimentando, inchando e produzindo ovos. Ela novamente volta para o solo onde deposita os ovos, dando in?cio a um novo ciclo e multiplicar o nosso pesadelo mais umas 2.000 a 5.000 vezes.?



Agora, meu caro internauta, observe as partes sublinhadas no texto..... Em TODAS as fases da vida, o carrapato est? no ambiente vai no animal e retorna ao solo. Ou seja, se o seu c?o est? com carrapatos, com certeza sua casa tamb?m est?. 

Para cada carrapato que voc? v?, a m?dia ? que existem 20 que voc? n?o est? vendo a? na sua casa (entre ovos, ninfas, larvas e adultos).



E n?o adianta dizer que varreu e limpou tudo. Carrapato n?o ? poeira! Ele ir? procurar lugares escuros, altos ou frestas para se esconder e ficar bem protegido da sua vassoura. Fique atento!



Dr. Rodrigo Feitosa
CRMV-Ba ?3171




 
Programa de redu??o de Peso para C?es
Principais causas:



Afec??o sist?mica:



*Diabetes mellitus

*Disfun??o da tire?ide

*Causas Farmacol?gicas



Dist?rbio comportamental Grave



* Aumento da ingest?o alimentar

* Confinamento



Fatores relacionados ao propriet?rio



*falta de disponibilidade para passear ou brincar

* Administra??o em excesso de alimentos, guloseimas e alimenta??o desbalanceada



C?es que demandam maior aten??o s?o os da ra?a Labrador, ra?as de companhia e c?es de guarda, al?m de c?es e cadelas esterilizados(castrados).



Fonte: Revista CFMV n? 52 , autores- Ingrid B Bohnenberger ; Ricardo J. Del Carlo ; Simone R de Galv?o



Fonte: www.aninutri.blogspot.com

.










 
A linguagem do gato
Por Camila Carnicelli - M?dica veterin?ria



Os animais possuem v?rias formas de se comunicarem conosco e com os gatos n?o poderia ser diferente. Alguns h?bitos, a linguagem corporal, o tipo de miado, o ato de esfregar, os roncos e etc., s?o formas important?ssimas de comunica??o que muitas vezes podem indicar que algo n?o vai bem, por isso ? bom conhecer o que quer dizer cada gesto, mas lembre-se que cada animal ? ?nico! Observar o seu animal ? a ?nica forma de conhec?-lo profundamente e saber exatamente o que ele est? tentando te dizer.





? O ato de esfregar: Filhotes e adultos podem se se esfregar no propriet?rio por duas raz?es: chamar aten??o e demarcar territ?rio. Acredita-se que este comportamento trata-se de uma marca??o atrav?s de secre??es liberadas por gl?ndulas existentes na parte posterior da cabe?a.



? O miado: Existe um miado para cada vontade de seu gato (pedido; fuga; queixa; defesa...) Voc? s? aprender? a diferenci?-los observando e conhecendo o seu animal.



? O ronco: Ocorre por contra??es r?pidas da laringe e do diafragma. Geralmente significa contentamento e submiss?o. O gato pode roncar na presen?a de outro gato ou de uma pessoa.


 
Que alegria um beb? felino em nossa casa!
Alimenta??o:



Gatos s?o super seletivos quanto ? alimenta??o. Tente continuar oferecendo a mesma ra??o que o seu filhote j? comia anteriormente. Depois voc? poder? mudar de ra??o aos poucos para n?o causar nenhum estresse ao animal. Essa mudan?a deve ser gradual. Comece oferecendo em maior quantidade a ra??o antiga e aos poucos v? aumentando a quantidade da ra??o nova, at? que ofere?a apenas a nova. Caso voc? desconhe?a a ra??o que ele comia antes, ofere?a a nova ra??o em pequenas quantidades facilitando dessa forma a adapta??o do animal ao novo alimento.



(Lembre-se: Filhotes dever?o comer ra??o para filhotes at? 1 ano de vida. S?o ra??es balanceadas especialmente para garantir um bom desenvolvimento muscular, ?sseo, al?m de promover uma pelagem bonita e etc.)



Deixe sempre ?gua fresca a disposi??o do seu gato e troque essa ?gua regularmente. Gatos gostam de limpeza, por isso mantenha os recipientes de ?gua e comida sempre limpos e longe da liteira.







Liteira:



Liteira ? o nome dado ? bandeja sanit?ria do gato, local onde ele far? suas necessidades. Deve ser limpa diariamente. O gato tem o h?bito de cavar e esconder seus excrementos, por isso escolha uma caixa de bordas altas e encha a liteira com uma areia sanit?ria pr?pria para gatos. A areia deve ser substitu?da em m?dia 3 vezes por semana, mas isso vai depender da qualidade da areia. Existem v?rias marcas e pre?os que diferem na capacidade de absor??o da areia. Se voc? tiver mais de um gato, ? melhor que tenha mais de uma bandeja sanit?ria.



Cama:



Gatos gostam de dormir em um local confort?vel. Voc? pode adquirir uma caminha em lojas especializadas ou colocar uma caixa de papel?o com algum acolchoado que ele tamb?m vai adorar! Mantenha a caminha em um local limpo e sem correntes de ar.



Brinquedos:



Seu gatinho vai brincar com tudo o que ele achar pela frente. Existem v?rios brinquedos para gatos dispon?veis em pet shops, mas uma simples bolinha de papel ou um novelo de l? far?o muito bem esse papel e, o melhor, sem gastos! ? importante que voc? ofere?a estes brinquedos apenas quando estiver perto do animal para evitar que ele engula fiapos de l? ou peda?os de papel.



Coleira:



? sempre bom acostumar o seu gato desde filhote com uma coleira que pode ser de um material leve e el?stico. A coleira serve para identificar o seu animal em caso de perda ou acidente.



Arranhadores:



S?o important?ssimos, pois permitem que o animal gaste as suas garras em um local apropriado para isso, evitando assim arranhar m?veis, sof?s, cortinas... Tenho certeza que voc? concordar? comigo!



Vacinas:



Este sem d?vida ? o principal cuidado que voc? dever? ter com seu gato filhote, pois evitar? que ele contraia doen?as que muitas vezes s?o fatais por dif?cil tratamento. Prevenir ? sempre melhor que remediar.



Gatos filhotes s?o como crian?as que precisam aprender tudo principalmente os limites, ou seja, aquilo que podem ou n?o pode fazer. Ao fazer alguma coisa errada repreenda o seu gato imediatamente para que ele possa associar a bronca ao que foi feito e n?o repetir mais.
 
Como escolher filhote de gato
1? Analisar qual a sua prefer?ncia, P?lo Curto ou P?lo Longo?



Independente da sua escolha, todos passam pelo mesmo processo de troca de p?lo. O gato de p?lo longo, dever? ser penteado no m?nimo tr?s vezes por semana , todos os dias, na ?poca de troca de pelagem. O P?lo Curto tamb?m dever? passar pelos mesmos cuidados, por?m ele tem a vantagem de n?o criar n?s.



2? Macho ou F?mea?



Os gatos enquanto filhotes, n?o apresentam diferen?as de comportamento no que se refere ao sexo. As diferen?as apresentam-se quando adulto. A F?mea dando o seu recado quando o cio se manifesta, dependendo da ra?a, torna-se um problema s?rio, as de p?lo longo s?o mais discretas.

O Macho por sua vez, quando adulto, faz a t?o conhecida marca??o de territ?rio. Ele considera-se dono absoluto do ?seu? territ?rio e n?o hesita em demarc?-lo, o que faz com grande compet?ncia. Ergue a cola e faz um ?spray? impregnado de horm?nio, que tem um cheiro caracter?stico muito forte. Al?m da marca??o, este ?spray? tem tamb?m a fun??o de estimar a f?mea a entrar no cio.

Todos estes problemas podem ser previamente resolvidos, ou seja, evitados atrav?s da castra??o quando jovens.

Tenho experi?ncias maravilhosas em se falando de castra??o.

Todos os animais que passaram por este processo s?o brincalh?es e companheiros por quase toda a vida.

O apelo sexual j? fez muitas v?timas. S?o f?meas que fogem ? procura de parceiro e machos que voltam para casa depois de longa aus?ncia, totalmente estropiados.



3? Onde comprar o seu gatinho?



O ideal neste momento ? usar a raz?o e n?o a emo??o. Quer dizer, fa?a a sua escolha com muito cuidado, visite gatis, aconselhe-se nos Clubes de gatos que certamente orientar?o e indicar?o criadores id?neos. ? muito importante a sa?de de seu gatinho, ele dever? estar desverminado e vacinado.

Orelhas: Examine as orelhas, elas devem estar limpas, sem vest?gios de ?caros por dentro e por fora, com pelagem completa e sem falhas.

Olhos: Devem estar limpos e brilhantes. Se estiverem congestionados ? sinal de alguma enfermidade.



Nariz: Deve estar limpo e sem corrimento.



Pelagem: Completa e sem falhas. Examine bem, levante o rabinho, a genit?lia deve estar limpa, qualquer vest?gio de sujeira ? sinal de diarr?ia e verminose.



Se voc? passar por toda esta bateria de cuidados, parab?ns! Est? perto de usufruir a companhia de um gatinho saud?vel e brincalh?o, preparado para muitas alegrias.



N?O ESQUE?A: O Pedigree ? muito importante. Ele dar? a certeza da origem do seu gatinho.

Agora ? hora de brincadeiras, aproveite a companhia de seu bichano.



?rsula Franke

Tesoureira do Clube Ga?cho do Gato e propriet?ria do Gatil Ulid?
 
Curiosidade sobre os gatos
J? que estamos mais familiarizados com o bigode facial, vamos ver para que ele serve:



orienta??o; indica??o de humor; medi??o de uma abertura.



O bigode ajuda o gato a sentir o ambiente ao redor.



O bigode ? t?o sens?vel que pode detectar a mais leve mudan?a direcional de uma brisa.



? noite, por exemplo, isto ajuda o gato a andar pela sala e n?o bater em nada.



Como? As correntes de ar dentro da sala mudam dependendo de onde os m?veis est?o. Quando o gato anda pela sala e se aproxima de um sof?, ele sabe em que dire??o deve ir baseado na mudan?a da corrente de ar ao redor do sof?.



Al?m das propriedades sensoriais, o bigode de um gato ? tamb?m um bom indicador de seu humor. Quando um gato est? bravo ou na defensiva, o bigode fica para tr?s.



Ao contr?rio, quando o gato est? feliz, curioso ou contente, o bigode fica mais relaxado e para frente.



Por?m, a principal fun??o do bigode ? ajudar o gato a julgar se vai ou n?o caber em uma abertura. O bigode do gato tem mais ou menos a largura do corpo, como se fosse uma r?gua natural. As pontas do bigode s?o sens?veis ? press?o.



Voc? provavelmente ver? um gato colocar e tirar a cabe?a de uma abertura antes de entrar. Ele est? medindo a largura da abertura e est? vendo se ele cabe ou n?o nela. Uma observa??o interessante: os gatos n?o t?m uma clav?cula verdadeira, como os homens. Isto permite que se virem e se movam dentro de aberturas muito estreitas.



Idade dos gatos



A maturidade ? alcan?ada ao redor de 5 anos. A terceira idade ? ao redor de 10 anos. A puberdade dura em m?dia de 6 a 10 meses.



O cio dura aproximadamente de 10 a 15 dias. A gesta??o dura entre 63 e 65 dias.
 
O chocolate ? venenoso para os c?es?
Acontece que um composto qu?mico chamado teobromina, existente no chocolate, ? um problema para os cachorros. A teobromina ? semelhante ? cafe?na,sendo t?xica para um cachorro quando ele ingere de 100 a 150 mg por quilograma de seu peso corporal.



Tipos diferentes de chocolate cont?m quantidades diferentes de teobromina: embora fossem necess?rios 600 ml de leite achocolatado para matar um cachorro de nove quilos, uma quantidade de apenas 56 gramas de chocolate Baker's ou 170 gramas de chocolate amargo j? seriam suficientes para levar esse mesmo cachorro desta para melhor.



N?o ? dif?cil para um cachorro achar uma cesta cheia de ovos de P?scoa ou docinhos de chocolate e devorar meio quilo ou um quilo de uma vez s?. Se estivermos falando de um cachorro pequeno, isso ser? letal.



O fato ? que envenenamento por chocolate n?o ? t?o incomum quanto parece. Para um ser humano, a cafe?na ? t?xica em n?veis de 150 miligramas por quilograma de peso corporal. O mesmo vale para cachorros! N?s geralmente pesamos muito mais do que cachorros, mas n?o ? t?o dif?cil crian?as pequenas terem problemas com cafe?na ou chocolate se exagerarem na dose. Os beb?s s?o especialmente vulner?veis porque n?o eliminam a cafe?na da corrente snagu?nea t?o rapidamente quanto os adultos. Assim, se voc? suspeitar que seu c?o comeu uma quantidade excessiva de chocolate, ? melhor procurar um veterin?rio.




 
Vantagens da esteriliza??o precoce
Estudos revelam que a esteriliza??o das f?meas antes do primeiro cio diminui a incid?ncia de tumores mam?rios para menos que 0,5%, e que gatas intactas (n?o-castradas) apresentam um risco sete vezes maior de c?ncer mam?rio, em compara??o com gatas castradas.



Para os machos, as vantagens da castra??o incluem diminui??o da agressividade, dos comportamentos errantes (?fugidas?) e da mic??o indesejada, al?m de evitar doen?as relacionadas aos horm?nios, como problemas de pr?stata e h?rnias, e controlar doen?as como a epilepsia e a diabete melito.



Estudos tamb?m demonstram que a esteriliza??o precoce n?o tem demonstrado efeito adverso na fun??o uretral no c?o ou gato, e que gatos castrados possuem diminui??o nos n?veis de agressividade e maiores demonstra??es de afeto. Al?m disso, os animais castrados n?o tendem a ganhar peso excessivo, se alimentados e exercitados apropriadamente.



Dra. Claudia Batistella Scaf

CRMV-RS 7664
 

 
   

 

Luiz Alberto
Igrejinha
Muito bom esse site novo e o atendimento na loja melhor ainda, pa...
Iva Silveira
Pelotas
Atendimento maravilhoso! Parab?ns...

Ler + comentários
Enviar comentário
 
 
Formas de pagamento Receba descontos especiais e ofertas exclusivas no seu e-mail.
Cadastre-se e fique informado das promoções e novidades.
           
quem somos   contato como chegar fotos vídeos   na mídia
Cão Feliz Centro Veterinário | Av. Nações Unidas, 2737 (esquina com Rua Tapes) - B. Ideal - Novo Hamburgo | 51 3036.4334 - 3036.2303
Atendimento de segunda à sexta-feira das 9h às 18h30min e aos sábados das 9h às 16h - Sempre sem fechar ao meio-dia.
(C) - 2012 - www.caofeliznh.com.br, TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. As fotos aqui veiculadas, logotipo e marca são de propriedade do site www.caofeliznh.com.br.
É vetada a sua reprodução, total ou parcial, sem a expressa autorização da administradora do site.